Truques de decoração: reaproveite objetos

Truques de decoração: reaproveite objetos

Oi, gente! Como foi o final de semana por aí?
Em tempos gelados, como tem estado o clima aqui em Curitiba, a gente quer mais é saber de ficar em casa (pelo menos eu!). E, quando eu fico muito tempo em casa, começo a encontrar coisa pra fazer e mexer, sabe? Já dei algumas dicas e ensinei alguns truques em posts passados, mas nunca acaba, né?
Bom, quem gosta de cuidar da casa, mesmo sem ter muita grana pra isso, precisa se virar como dá, com o que tem. Foi assim que tive essas duas ideias que mostro a você agora.

caixa_talheres

Esta caixa é de um jogo de talheres que ganhei. Depois de tirar os talheres e colocá-los na gaveta, fiquei com a caixa guardada no armário, ocupando espaço e sem utilidade. Mas eu precisava do espaço livre no armário, então dei um jeito de tirar a caixa de lá e ela foi parar no chão, ao lado do sofá, com revistas, luminária, velas e garrafas. Penso em, mais pra frente, colocar pés palito nela, pra que fique mais alta (assim as tomadas do fundo não ficarão tão evidentes). Mas, por enquanto, é assim.

cesta

Também na sala, arrumei uma nova função a este cesto de lixo velhinho. Ele ficava no escritório, mas me cansei dele lá, então o promovi a revisteiro na sala de TV. Deixo nele livros e revistas que estou lendo ou usando pra trabalhar no momento. Ficou divertido, apesar de bem simples, e tem se mostrado muito útil, pois assim não deixo mais meus materiais espalhados pela mesa de jantar (que é o meu home office, apesar de eu ter escritório em casa).
Minha sala ficou com uma cara renovada sem que eu precisasse gastar nada, só um tempo pensando. Acho muito válido apostar em uma decoração mais descompromissada, que te deixe à vontade pra usar o que você já tem em casa e gosta. Assim você consegue manter o clima de “lar doce lar” sem fazer aquela correria pelas lojas de decoração. A maior arma que temos a nosso favor ainda é a criatividade. E os resultados são aperfeiçoados com o tempo. Nem sempre dá certo, mas é preciso continuar tentando. Uma hora, chegamos lá, não é?
Se quiser conferir outros truques que funcionaram comigo, indico dois posts: Dicas e Truques e Dicas e Truques 2.

Até a próxima,
@marianagatzk

curta a fan page do Minha Casa, Minha Lida!

Anúncios
Sexta-gourmet: quibe de carne com aveia

Sexta-gourmet: quibe de carne com aveia

Semana passada prometi receita e cá estou a cumprir :)
A receita desta semana é: quibe de carne com aveia. É do livro “Receber com charme”, da editora Globo, que comprei recentemente. A obra é uma produção da revista Casa e Comida assinada por Renata Rangel e Cláudia Pixu. Tem muuuita coisa legal, dicas pra tornar os momentos com as visitas bem agradáveis e receitinhas como esta que mostrarei agora.

a (5)Como dá pra ver na foto do livro, acima, sob o nome da receita está o da chef que o criou. Neste caso, é a Adriana Cymes. Vamos ao prato?

Quibe de carne com aveia

Ingredientes:
500 g de carne moída magra;
1 xícara (chá) bem cheia de aveia em flocos finos (na minha opinião, não precisa ser cheeeia, cheeeia, porque eu achei que ficou um pouco seco. Chegou uma hora que o bolo de carne nem aderia a mais aveia. Mas faça o teste aí e me diga);
1 colher (chá) de molho de alho;
1 colher (café) de orégano;
sal e salsinha picada a gosto.

a (4)Preparo:
Misture bem todos os ingredientes usando as mãos até ter uma bola de carne.

a (3)Então, faça bolinhas (eu fiz mais achatado, porque não quis fritar em óleo quente, como manda a receita, e sim assar. Acho que pra assar é melhor mais fininho, que assim garante que por dentro ele ficará bem passado. Mas fica a seu critério).

a (2)Feitas as bolinhas, decida: vai pro forno ou vai fritar? Se for fritar, o óleo tem que estar quente. Coloque poucas bolinhas por vez pra garantir que elas fritem por igual. Se for pro forno, arrume as bolinhas sobre uma assadeira e, em forno pré-aquecido a 180°, coloque a carne por uns 15, 20 minutos (é rapidinho e nem precisa virar!).

a (1)E pronto! É só servir! A ideia é a de um quibe, ou seja, pra servir em festinhas, aperitivos, etc. O livro sugere que você o sirva com manga. Wesley e eu testamos e ficou muito bom, mesmo! Vale a pena arriscar! Outra sugestão do livro: substituir os palitos ou guardanapos por raminhos de alecrim. Esta parte, não testamos, mas com certeza dá um charminho, né? :)
Fica a dica pro final de semana!

Um beijo,
Mariana

curta a fan page do Minha Casa, Minha Lida!