Testei: marido de aluguel

Testei: marido de aluguel

Meio sugestivo este título, hein?! Mas não é nada disso que você está pensando.
Sabe aqueles caras que distribuem cartões e anunciam nos classificado? São uma armadilha. OK, não vou generalizar. Acredito que existam maridos honestos, eficientes e de confiança, mas eis que me vem à mente a pergunta que não quer calar: onde estariam eles?

Em 2008, eu morava em Londrina e tive que me mudar de apartamento. Ao chegar ao novo, percebi que o chuveiro não esquentava, embora toda a rede elétrica funcionasse normalmente. Pensei que estivesse queimado, então comprei outro e contratei um marido de aluguel para instalá-lo. Ele chegou calçando tênis sujos e nem olhou pro tapetinho da entrada, muito menos esfregou os pés. Deixou a bolsa de tranqueiras jogada no chão da sala e perguntou se podia usar o banheiro antes de começar o serviço. Não sei o que ele fez, só sei que demorou. Após isso, trocou o chuveiro velho pelo novo, fez alguns testes, e nada da água esquentar. Não era possível que o chuveiro novo também estivesse queimado! Me cobrou R$ 35, mesmo assim.
No dia seguinte, liguei à imobiliária e pedi que enviasse um eletricista. Mistério resolvido (e aqui assumo minha ignorância): a chave estava desligada – aquele botãozinho preto escondido dentro de uma caixa que geralmente fica atrás da porta (é, ele ser pra isso). Simples assim. O eletricista não cobrou nada pra ligá-la (o mínimo da decência no ser humano). Mas aparentemente o marido de aluguel londrinense não sabia disso.

4 anos depois, mais precisamente quinta-feira retrasada, mudei de apartamento de novo #sounômade. Precisava de alguém para instalar 3 cortinas e dar uma força com a máquina de lavar, que não passava pela porta da cozinha (foi preciso colocá-la por cima do muro). Recorri ao porteiro, que me indicou o seo Júlio, responsável pelas coisas aqui do prédio. Liguei e de cara me disse cobrar R$ 35 a hora e que levaria três horas pra fazer tudo. Achei um absurdo, mas concordei na esperança de que seu Júlio terminasse tudo em, no máximo, duas horas.
Chegando em casa pontualmente às 15h, ele gastou 20 minutos se apresentando e contando que seu filho, Thiago, também mora no mesmo condomínio, que o apartamento dele é idêntico ao meu, que tem um cachorro e combo da Net. Ao começar o trabalho, precisou ir ao carro buscar suas coisas. Mais 15 minutos. Depois, notou que os parafusos que ele tinha eram incompatíveis ao tamanho do varão da cortina. Meu namorado precisou sair em busca do parafuso correto pelas lojas da redondeza enquanto seu Júlio observava a paisagem.
Ao olhar as persianas dos quartos ele constatou que não daria pra pendurá-las, pois estavam sem a parte que deve ser fixada à parede. Sendo assim, lhe restaria apenas a cortina da sala, já que o problema com a máquina de levar meu namorado e o porteiro haviam resolvido. Mas seu Júlio não se fez de rogado: conseguiu enrolar duas horas pra fazer seis furos na parede.
Ainda precisei lhe pedir que instalasse o suporte da TV, coisa que havia me esquecido de dizer ao telefone, tarefa que lhe rendeu mais R$ 35. Ao todo, me custou 105 reais a instalação dos suportes de uma cortina e de uma TV. Nada de arredondar para 100: 105 e não se fala mais nisso.
Foi apenas quando me entregou seu cartão pra uma necessidade que venha a surgir (#sóquenão), que descobri sua profissão: marido de aluguel. Por que será que eu já suspeitava disso?

Beijo,
@marianagatzk

curta a fan page do Minha Casa, Minha Lida!

Anúncios

4 comentários sobre “Testei: marido de aluguel

  1. Mah, se precisar de marido de aluguel (de novo), posso te indicar um ok?!
    E tenho certeza que não vai ser “caro”. É o ‘marido’ (de verdade) de uma amiga minha hehe!!

    =)

    Curtir

  2. Gente, esse povo de cidade grande! Desculpe falar, mas da onde eu venho (Jacarezinho e Pelotas) namorados e sogros fazem esses servicinhos tranquilamente! Nada que emprestar uma furadeira do vizinho nao se resolva! =D

    Curtir

Gostou? Me conta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s